27 de junho de 2017

não cai na
tentação da luta e
nem senti o desespero
por não ter o corpo
fechado
penso que viver é
mesmo ser assim
inten-in-sanamente
alguém de muitos
acessos para quem
chega ou quando canso
e, de repente, parto
não me demarcaram
não me afronteirei
sou um lugar livre
e se pareço sensível,
frágil e acessível, é 
exatamente isto
- você também já 
experimentou
estar vivo?

Cáh Morandi

7 de junho de 2017

foi um susto ao
abrir a cortina
para o que vinha,
de repente um
clarão, de supetão
meu corpo cedeu
no chão, e me
vi atordoada dos
sentidos, meus
ouvidos sentiram
a vibração da luz
dos teus passos
desde então te sigo
no escuro e me sinto
estranhamente-iluminada
é certo que o
amor é cego,
porque meu Deus:
como você brilha.


Cáh Morandi

Curta