17 de maio de 2017

sem supor o peso 
dos erros, sem sequer 
contar os danos, sem 
ao menos considerar
as perdas
é tão grave - e sabemos,
e por isso parecemos
não reconhecer os
estragos, é confortável 
mergulhar no raso e não
naufragar junto de tudo
que delicadamente
destruímos
melhor passar ao lado,
olhar de cima, apressar
o passo, fingir não sentir
nenhuma lástima, acreditar
que não houve vítima

Cáh Morandi

Nenhum comentário:

Curta