19 de setembro de 2013

vem

Vem, quero descansar no silêncio do teu peito tímido, quero adormecer em teu abraço para acordar no sonho. Vem, me ama sem a pressa do dia que virá, se o futuro nos separa, então não acreditaremos nele - por hoje. Vem, quero deixar minha boca no teu beijo mais macio, trocar meu gosto pela tua saliva. Vem, diz todas aquelas poesias em meu ouvido, dedilha em minha cintura nossa música, segura meus pés entre os teus para criarmos um caminho. Vem, há este tempo tão suspenso de possibilidades, e meu desejo, por agora, é não te perder para sempre, novamente.


Cáh Morandi

2 comentários:

Maíra Cintra disse...

Há tanto tempo preciso sentir essa vontade. E esse texto me deu ainda mais vontade de sentir. Parabéns

Alexandre Lucio Fernandes disse...

Desejo alçado por um coração sedente por amor. Simples e rico em querer. É isto que encanta. Este sincero convite para o enlace. Como recusar?

Belo Cáh!

Curta