11 de maio de 2013

Travessia


Sobre você repouso minha expectativa. Estranho é esperar algo de alguém, não sabemos quem é o outro, não sabemos o que o outro nos despertará a ser. De repente, o teu amor me derrubou barreiras, ampliou minhas fronteiras, enraizou-se em mim. Habitamos no bonito do inimaginável. No inacreditavelmente nosso. Paro em frente ao espelho, meu reflexo é você, sorrimos, temos a sutil certeza de que o amor não chegaria senão fosse pelo caminho que nossas mãos ousaram abrir. O calor da tua palavra tatua o beijo em minha nuca, meus calafrios, nossos terremotos; desabamos para dentro de nós. Soterrados para nos renascer. O abismo já não é para nós o medo, mas o outro lado da nossa esperança. Atravessamos a escuridão, brilhamos em nossos olhos. Despencamos de mãos dadas, invencíveis em nosso sonho. A travessia era um primeiro amor.

Cáh Morandi e Caio Lima

Nenhum comentário:

Curta