21 de maio de 2013

amor de sempre




digo não por agora -
quero ficar presa
a esta esperança
falida e anulada

fecho-me para não ir
com as mãos estendidas,
escondo o sorriso que concede,
escorrego nos convites

não quero um novo amor,
quero amar novamente


Cáh Morandi

Curta