1 de abril de 2013

repara


acho engraçada a forma que você 
fala das coisas e dos seus planos
como, despercebido, me coloca
em seus sonhos, nesse total
diz-não-diz que me ama
que escapa nas entrelinhas
dos seus gestos e seu olhar

é lindo como você me nega
e me observa sem perceber;
é lindo como você se entrega
e não repara eu me render.



Cáh Morandi

Um comentário:

Fátima Nascimento disse...

Linda poesia! Parabéns!

Curta