23 de abril de 2013

Peregrinação




Teu sorriso peregrina em minha memória. Como poderia te esquecer? Fecho os olhos e quase não quero voltar a abri-los. Minha melhor lembrança é sempre tua. O que existi ao teu lado, não existo mais em lado algum. Te amo, com saudades. Te amo como te amei antes de te conhecer, antes mesmo da tua face se formar em minhas mãos. Te amarei mesmo depois da despedida. Acho que o amor só é pleno em chegadas, desconhece os acenos.

Cáh Morandi

Nenhum comentário:

Curta