29 de abril de 2013

Cresceu-me


Melhor me acostumar a não te perder. Se me despeço, então parto de mim. Gosto do teu gosto que oscila. Sempre estou ao teu reencontro. Perdemos tantas vezes. Obviedades não eram nossos caminhos comuns. Passamos muito longe. Andamos muito mais pelos desvios. Esquecer quem fomos não é anular quem somos. Esqueço vagarosamente cada um dos teus traços, a parte em que você é em mim não me separa. Qualquer um me olha, só você me vê de dentro para fora. Germinou-me. Teu amor é o meu fruto. Cresceu dentro de mim, tuas mãos são raízes.

Cáh Morandi

Nenhum comentário:

Curta