14 de março de 2013

saiba



Sinto que posso amá-lo. Sinto, não garanto que poderia realmente fazê-lo. Quero-o, mas tenho vergonha de manter o olhar fixo no dele, meu rosto cora e não consigo reunir meia dúzia de palavras inteligentes para lhe corresponder. Ajo feito boba. Sempre o perco em todas as chances que ele me dá para ganhá-lo. Não sou boa em conquistas, sou melhor em perder territórios.


Cáh Morandi

Um comentário:

Marcos Satoru Kawanami disse...

Carine Letícia,

Quando eu tinha 15 anos, eu pensei: sou poeta. E hoje sou Poeta.

No Princípio, era o Verbo, e o Verbo disse: Fiat Lux! E a luz se fez.

Somos o que pensamos.

Eu sou otimista, por isso muito amo, e muito produzo.

pax et bonum
Marcos

Curta