27 de março de 2013

não me devolva



eu sei que é loucura
desejar ser só sua
até que a vida me dê seu ar
quero ser seu enredo,
teu enfeite, teu brinquedo
tão sério e tão risonho
que a realidade será um
sonho incapaz de nos chamar

que seja um abismo
caio no precipício
se você estiver lá

pegue meu destino
me leve em teu caminho -
não me devolva
nunca mais

Cáh Morandi

Curta