31 de outubro de 2012

tempo certo




Sou extremamente medrosa, acredite. Todas as minhas amigas casaram-se, renderam-se ao encontrar amores em diversas formas e lugares... e foram. Estão sendo felizes, estão tentando recomeçar. Quase todas são mães, seus filhos crescem e elas se tornam mulheres ainda mais interessantes e lindas pós-maternidade. Eu as invejo. Elas conseguiram ir, arriscar. Suas vidas tem movimento, cor. Eu tive propostas, uma inesquecível, no final da minha adolescência. Uma que a juventude não soube responder. Uma que hoje eu teria arriscado. Tem loucuras que a gente só faz com muita maturidade.

Cáh Morandi

2 comentários:

Marcos Satoru Kawanami disse...

Carine,

Esta frase final tem a ver com "não vos preocupeis com o dia de amanhã; olhai os lírios do campo, que não ceifam nem colhem, e nem Salomão no esplendor de sua glória se vestiu com tamanha beleza. os pássaros do céu não se desvelam em trabalhos, mas Deus lhe prove o sustento; e o que vale mais a Deus, um animal ou um ser humano?".
Você disse bem, eu penso o mesmo.

=D
Marcos

Priscila Rôde disse...

Ah Cáh... você disse tudo!

Curta