27 de agosto de 2012

diretamente




Olha, se um dia você quiser voltar
Não pense duas vezes, eu não sei pedir,
Mas sou tão boa em te querer de novo,
De repente, minha sinceridade me expõe,
Mas a gente cansa de se importar,
Eu tô tentando mesmo ser feliz,
Tô querendo olhar para o futuro
E te ver comigo, pra valer.

Se você tiver outro plano melhor,
Eu aprendo a entender, nós poetas,
Pensamos que tudo é para sempre
Mesmo escrevendo sobre os finais.
Queria terminar contigo, minha vida.
Não sei se ainda te amo,
Mas posso me apaixonar de novo,
Deixar a porta entreaberta propositalmente...
Consegues ver meu sinal de alerta?


Me arrisquei muito neste tempo,
Procurar o amor não foi fácil,
A gente vai muito longe para encontrar
Algo que já passou pelo nosso caminho.
Foi num sábado a tarde e meus cabelos
Ainda estão molhados, essa é a minha
Lembrança do dia que descobri o amor.
Estou lá. Estou esperando que me abrace,
Porque seu abraço medroso me fortalece.
Não dou garantias, não posso te prometer nada,
Mas estou presa nesse segundo em que te amo
E não quero sair daqui, isso é o que sei.


Cáh Morandi

2 comentários:

Val Santiago disse...

Ai(suspiro) com suas palavras. Elas vem de encontro ao meu pobre coração, falando por mim, tudo aquilo que gostaria de dizer, mas não encontro as palavras certas, e me calo. Você é uma das melhores escritoras que já li nos últimos tempo. P.S: SINTO FALTA DAS SUAS POSTAGENS LÁ NO FACEBOOK. Deus te abençoe, linda. Bjus

Anônimo disse...

Vc encanta com as palavras.

Curta