6 de setembro de 2011

sobre esperas


não vejo mais o tempo, não o subestimo,
quando o denomino de futuro
embora mal posso esperar para desvendar
o que já esteve me esperando por milênios
ficar quase sem o ar, e quase morrer, desesperar
ver teu rosto, teus traços se formarem
entre as digitais dos meus dedos que tremem
ver você realizar, ver você ser,
ver você me olhar

de alguma forma a gente soube
(ou saberá)
que o tempo da espera
é o caminho de se encontrar


Cáh Morandi

14 comentários:

Luana Barcelos Dantas disse...

Lindo....amei...

...o tempo de espera é o caminho para se encontrar...

Beijos,

Luana Barcelos

Marcos Satoru Kawanami disse...

quem espera sempre tarda, em casa de ferreiro se vai ao longe, e em buraco de cobra tatu caminha dentro.

=D
Marcos

Cáh Morandi disse...

A espera não será em vão!

Maíra Cintra disse...

A espera nunca foi em vão!
Lindo pensamento Cáh.
Beijos

J. Ríos disse...

Cáh, que prazer receber sua visita em meu blog e, claro, pode deixar que cobrarei mais visitas...Seja sempre bem vinda por lá!Obrigado mesmo pelo carinho!Sobre o texto, sou suspeito para falar, pois me acho em todos seus escritos...

Abraços e um ótimo feriado!

psrecuerdame.blogspot.com

Marcos Satoru Kawanami disse...

Carine,

Gostei da tua visita.

Achou os sonetos filosóficos? A filosofia só diz o óbvio.

Por exemplo:
"A espera não será em vão."
Não será no vão do trem.
Não será no vão do elevador.
Muito menos no vão do dente depois do almoço dando uma futricadinha com o palito, se bem que faz sentido...

Mas eu não sei onde será a espera, onde será?

Possivelmente, a espera será em Florianópolis?

;-)
Marcos

vanessa cony disse...

Cáh...Querida moça bonita das palavras especiais.Que alegria experimentei quando vi teu carinho lá no meu blog.Sabe,bom mesmo é encontrar carinho assim,inesperado!
Beijo no teu coração.

Larii disse...

To começando a entrar nessa de poemas, achei muito legal por aqui, nunca tinha ouvido falar desse cantinho,mais gostei bastante, lindas palavras... Se quiser dá uma passadinha no meu blog tbm..

http://estou-lendo.blogspot.com

ϟ Cynthia Brito disse...

Adorei, Cáh!
O incrível é que com o tempo a gente vai descobrindo coisas que a gente não sabia, e enxergando de perto aquilo que antes não aceitávamos...

Lindo!

Beijos.

♥Luciana Mira♥ disse...

Esperar nos fortalece, se assim quisermos. Lindo post! bjus

Fanzine Episódio Cultural disse...

VIII CONCURSO PLÍNIO MOTA DE POESIAS 2011 (MACHADO-MG). FALEM COMIGO!

A ACADEMIA MACHADENSE DE LETRAS (Machado-MG) comunica que estão
abertas as inscrições para o VIII Concurso Plínio Motta de Poesias, do
ano 2011.
Entrem em contato para adquirir o Regulamento:
a/c Carlos Roberto machadocultural@gmail.com
ESTE CONCURSO ESTÁ ABERTO PARA TODOS!

OBS: O VALOR DA INSCRIÇÃO ( 2 REAIS) PODE SER COLOCADO DENTRO DO ENVELOPE COM AS 6 CÓPIAS DA SUA POESIA.

Etiene disse...

O tempo tem sido muito meu amigo , fico feliz por isso.
Adorei o texto.
beijuss querida

Karla Thayse Mendes disse...

Tudo aqui tem cheiro de ternura,
amo o que tu escreves!

Beijo flor

cris belier disse...

Em dado momento da vida aceitamos a espera como companheira.

Curta