19 de novembro de 2010

na contramão


Posso não olhar o mundo

fazer um faz-de-conta da vida

não perceber, mesmo percebendo

quando você passa e descompassa

minhas certezas tolas


Preciso não querer tanto

algo mais bonito que um encontro

mais eterno que todos os arrepios

e todos os caminhos que te levam

nesses desencontros


Posso não abrir as cortinas

e o coração para cada amanhã

tenho procurado aprender coisas novas

se há quem viva para o futuro, vivo

para voltar


Preciso esquecer o que ainda é difícil,

e insiste nascer impossível te afastando

dos meus olhos, da minha rua,

do que ainda pode ser, por um instante,

pra sempre




Cáh Morandi e Priscila Rôde

12 comentários:

Andressa Keka disse...

Preciso não querer tanto,

meeeeeu Deus, só Deus sabe o quanto eu preciso! ;~

tão lindo esse texto.

Marcos Satoru Kawanami disse...

boa simetria

FoxMan disse...

muito profundo, gostei

André Ulle disse...

"do que ainda pode ser, por um instante,

pra sempre"

AMEI!!!!

Keli Wolinger disse...

"Com todo o amor que houver nessa vida.."

De um sentimento latente que nos faz a cada dia sonhar.

Bjos,

Keli

Carol Freitas disse...

Olá!

Esbarrei com teu Blog e adorei!

Espaço que merece sempre ser visitado!

Tô linkada aqui.
Beijo!

Marcos Satoru Kawanami disse...

contramão é eufemismo pra sodomia?

Ju Fuzetto disse...

Cáh!!

Coisa mais linda!!!

Cada verso é uma melodia pra alma!!!

eu adoro esse teu cantinho!!

beijoquinhas

Renata Fagundes disse...

Menina eu te leio faz tempo

coisa boa ver seu comentário no Cítrico!

Seja bem vinda as portas estão abertas!

beijos cintilantes

Bloguinho da Zizi disse...

Cah
a tua Essência transborda nas tuas palavras.
Lindo

Bibiana Benites disse...

Querida Cáh!

Teu blog é doce, igual teus escritos... é lindo tudo por aqui.
...'e todos os caminhos que te levam nesses desencontros'..., que fofo.

Estás convidada a conhecer meu blog www.enttreaspas.blogspot.com, será muito bom te ver por lá.

Beijos querida : )

Carol :) disse...

Tinha que ser as duas. PERFEITO! seguindo aqui...

Curta