19 de agosto de 2010


dizer quem eu sou
eu não sei
mas sei quem posso ser
sei o que não quero ser
sei do que você gostaria
que eu fosse
e me permito
e abro os caminhos
esperando que me defina
.
salto desesperadamente
para a esperança
.
.
.


(Cáh Morandi)

4 comentários:

Cris de Souza disse...

Entre o suspiro e o salto, brisa.

Amo-te!

Poesia da Vida disse...

Estou lendo poesias na madrugada. Essa sua, postada em 19 de agosto, é linda. Parabéns! A partir de amanhã, lerei melhor seus trabalhos. Agora é hora de dormir. São 4.36h. Noite longa...
Parabéns novamente.
Marcelo Bandeira (lellobandeira@hotmail.com)

Priscila Rôde disse...

Meus pés insistem num cansaço que domino fácil! Salto também!

spersivo disse...

Cáh,
Você ganhou um fã. Gostei muito de sua poesia tanto que postei no Jornal Diz Persivo (persivo.blogspot.com) a "Esperas" e abusei da liberdade colocando seu link no Viva a Poesia (serpoeta.blogspot.com). Se não gostar da homenagem me diga que retiro, mas, não vou deixar de dizer que vc é uma poetisa. Feliz 2012! S.

Curta