23 de abril de 2010



Meu corpo não é o mesmo. Algo dentro e fora de mim tem mudado. Mudado de forma, teor, intensidade e lugar. Algo em mim é transitivo de um futuro que não é o mesmo, de um ficar que não ficou aonde deveria. O amor não é para agora e nem é para ontem. O amor sempre esteve, sempre estará. O meu amor não foi embora junto com um rosto e uma promessa desfeita. Ele permanece e perpetua desde aonde vim e é ele também que me levará. Lavará. A chuva não é a mesma. Não sou a mesma, meu amor. Agora resisto, fortifico e resplandeço. Teu toque não mais me derruba, teu olhar não mais me devasta. Sou minha antes de ser tua.


.

.

Cáh Morandi

10 comentários:

Nati disse...

Nada melhor do que nos pertencer.
Linda, linda e linda

Ni ... disse...

E assim o ser do outro se torna muito mais real...

Saudade de ti...

Beijo e mais beijos

Priscila Rôde disse...

A aventura do amor nos devolve a nós mesmos.

Lya Luft

Pucci disse...

Adoro o que voce escreve ... mesmo sem comentar to sempre por aqui.

Bjos!

Mistério do Planeta disse...

o amor já está.

esta sempre.


(lispector)

Noe* disse...

Gosto muito dos teus escritos e fiquei feliz em ter encontrado seu blog ;)
Beijocas =*

Maai. disse...

-

moça,

você é luz
irradiando a primavera,
e todas as demais estações.

da vida,
da minha,

da sua vida.

-
não deixe morrer o que há em você,
é raro.
e o seu, é lindo.

Chardie B. disse...

ola...
mto bons seus textos
gostei mto
fui tocado ssss

http://chardiebatista.blogspot.com/
da uma passada por lah tb

abrax

Anne Scandell fadacom disse...

O meu corpo não é mais o mesmo e eu gosto disso, apesar do que pensam ou falam. Pois tudo muda e eu serei sempre melhor a cada dia de uma forma diferente...
Adorei seu texto, bjão encantado de uma fadinha que adora voar por aqui.

Kelyanne Gualberto disse...

e sempre pertecemos a nóis mesmas!
Lindo! Parabéns.

Curta