11 de março de 2010

sobre o amor e o tempo




Se tudo for tudo ao contrário do que se espera
Será que o quê que o amor vai entender
Deixar para acontecer com a pessoa certa?
Será que não vai se confundir, trocar as datas
E deixar fluir na hora errada?
E se o coração for outro,
Alguém não tão disposto
De querer um final feliz?

Então valerá a pena se arriscar no tempo
Não acreditar no erro que o destino é capaz,
Então mergulharemos no fundo, naquele profundo,
Insano e doce, desejo intenso, de um pouco de paz
E se o amor soubesse que o tempo aparece
Na face, no corpo e deixa seus sinais?
E se o amor entendesse que felicidade tem pressa
Que em uma hora dessas
Sinto falta demais?
.
.
Cáh Morandi

7 comentários:

Anônimo disse...

´vc é simplesmente sensacional. beijo! Gisele

Marcos Satoru Kawanami disse...

Deus faz da gente o que quer, mas sempre quer o melhor; basta a gente não atrapalhar com o livre-arbítrio.


beijóKawanami

Lorena Nogueira disse...

Srta Morandi!

Seus textos são ótimos!
Identifico-me bastante.
Continue...

Abraço!

Priscila Rôde disse...

Vou desacelerar!

Lindo.
Perfeito, como sempre!

Anônimo disse...

Espetacular!
Adoro a arrumação das suas palavras, moça!
Bjos.

Jéssica V. Amâncio disse...

adorei o final, e pois é.. o amor parece que nunca entende..rs

Nocturna disse...

"Então valerá a pena se arriscar no tempo."

São raros aqueles que arriscam sem medo e sutilmente chegam lá...
Vc é rara e sutilmente me conquistou com suas escritas.

Beijos !

Curta