16 de dezembro de 2010

Boba de Amor



Boba de amor,

e eu não sei no que você acredita

quando me atrapalho nas palavras

só porque sua presença me intimida


Tenho tanta vontade de viver de novo

fico ansiosa pelo próximo dia, e o próximo

para te ver de novo e reparar seus cabelos crescendo,

tua pele sendo marcada levemente pelos anos

e me apaixono da forma que o tempo passa por você


Eu posso me apegar a outras coisas,

mas você criou um mundo em minha cabeça

e enquanto eu penso qualquer coisa para que te esqueça

o mínimo que me distraio, um deslize só,

posso imaginar sua voz dizendo meu nome

e de repente posso me sentir

a pessoa mais amada no mundo

e não porque eu mereça,

mas porque você me escolheu

no teu amor



(Cáh Morandi)



12 de dezembro de 2010

hope.

I hope you, I hope you, I hope you ...
and there is more beautiful in my story now.
A kiss, see you soon.

1 de dezembro de 2010

demoras e ausências




É fácil falar de espera
quando não é você que está do outro lado da linha
enquanto não é sua caixa de correios que lota de cartas
e não é sua casa que tem paredes de sobra

É simples não se preocupar com o tempo
quando não é o seu corpo que acumula ausências
enquanto não é sua boca que guarda beijos para depois
e não é a sua pele que se perfuma para ninguém

Seria lindo e ótimo poder observar e
aconselhar que é importante esperar, aguardar
mas agora não dá mais,
estou com vontade de morrer...
de encontro e felicidade.


Cáh Morandi

19 de novembro de 2010

na contramão


Posso não olhar o mundo

fazer um faz-de-conta da vida

não perceber, mesmo percebendo

quando você passa e descompassa

minhas certezas tolas


Preciso não querer tanto

algo mais bonito que um encontro

mais eterno que todos os arrepios

e todos os caminhos que te levam

nesses desencontros


Posso não abrir as cortinas

e o coração para cada amanhã

tenho procurado aprender coisas novas

se há quem viva para o futuro, vivo

para voltar


Preciso esquecer o que ainda é difícil,

e insiste nascer impossível te afastando

dos meus olhos, da minha rua,

do que ainda pode ser, por um instante,

pra sempre




Cáh Morandi e Priscila Rôde

11 de novembro de 2010

...

"A gente esquece do valor das coisas. Mas eu não vou te esquecer, uma conquista deve ser guardada, pode ser uma pessoa inteira, pode ser um minuto em que os olhos se cruzaram. Cada um sabe o que é valioso para si."

Na íntegra, aqui: Um olhar para sentir.

Aguardo vocês,
Beijos.
Cáh

4 de novembro de 2010

do lado

Que não fosse nada, que não tivesse descompassado o coração, que não alterasse o destino do sangue que corria nas minhas veias, que não comprometesse minha expectativa, que passasse de leve, quase que imperceptivel do meu lado. Mas você veio com tudo, suspirou e me roubou o ar, me tocou e tatuou toda a pele. Podia ser quase nada, podia ser só um rosto e um endereço, podia ser despercebido. Agora é o livro preferido da minha estante, meu nome predileto. O que importa mesmo agora, é que uma coisa muito bonita está para acontecer na minha vida, na nossa vida. Te espero, ansiosa e atenta.

3 de novembro de 2010

sei que preciso





Preciso, sei que preciso
te olhar diferente,
repousar mais doce minha palavra
sobre a tua boca,
saber que meu riso deve vir de leve
sobre tua felicidade,
aprender que minha pressa não me leva
para tua mansidão,
perceber que não precisa de mim doce
me quer serena,
notar que preciso das tuas mãos
e da tua segurança,
e eu estou correndo tanto em direção
de nada e sem saber

E eu te preciso, sei que preciso
não por solidão ou por necessidade,
mas por amor, por gostar, por querer.
Preciso me aproximar, ceder,
compreender que o caminho é outro, mas não.


Cáh Morandi

31 de outubro de 2010

Novo blog!

Com muita alegria no coração que gostaria de compartilhar com vocês um novo blog, que vem para compartilhar experiências maravilhosas, e a obra para qual temos sido preparados e aperfeiçoados a cada dia:


Venham, participem, sigam!
Beijos,
Cáh Morandi


27 de outubro de 2010

lá na frente


queria que você soubesse
que não importa, não importa mesmo,
se amanhã ou depois for menos intenso,
for um pouco mais cansativo,
não pense hoje nas coisas de amanhã

mas se pensar,
pense em me ver como uma resposta
num grito de socorro,
pense em me ver como uma passagem
num pedido de sumiço,
pense em me ver como um abraço
num salto para o abismo,
pense em me ver na tua frente,
me aceite agora,
me leve para fazer tua história.




Cáh Morandi

24 de outubro de 2010

21 de outubro de 2010

para não deixar de dizer...




eu tinha uma vontade louca de mudar minha vida
e apostar na tua até a última ousadia
queria mesmo que você revirasse minha rotina
e enchesse de purpurina o ceú do meu quarto
que você viesse no impulso para me assaltar
me mostrar o perigo de encontrar alguém
e dentro desse alguém, o amor

se você topasse ganhar o mundo comigo
e fizesse valer o sentido de perder o medo
eu iria mesmo, metia a cara, perdia o juízo
me perderia na alegria de te pertencer
por acaso ou descuido sempre tem um desvio,
um trevo, um beco a nossa espera
é nossa chance de pular do barco
e eu me lanço no vento que me joga
dentro, fundo, perto de onde você passa

quero que você me proponha um plano louco e absurdo,
mas que seja tão puro e sincero para ser irrecusável
que eu vá mesmo dizendo não
aposte, não importa que irá perder, ganhar
a aposta já vale o risco de um amor
não pense no depois, nas coisas que não sabemos
não se preocupe, há um mundo de possibilidades
boas, ruins, amargas, deliciosas acontecendo
por isso nunca me deixe,
nunca troque meu medo pelo medo de outro alguém
antes me mostre que é possível, mesmo que não seja
me iluda, por favor.


Cáh Morandi

15 de outubro de 2010

(...)


pode ser
que tive que perder
para ver você
como queria ser

te ver tão feliz
e estar tão distante
demorou tanto
para perceber
e não voltar atrás

agora basta saber
que o amor não virá
e se contentar
com uma paixão qualquer


Cáh Morandi

6 de outubro de 2010

sobre a demora


você me ensina a ganhar o mundo
e no fundo, quem ganha é você
tudo que descobri que posso ser
quando me deixa imaginar
alguma coisa boa para acontecer

você me inspira um poema novo
e no fundo, quem inspira é você
quando aparece no meu dia
me fazendo amanhecer
na realidade de uma quase fantasia

e agora vê se dá um jeito
de transformar o que tenho no peito
em algo parecido com um coração

e agora vê se não vai embora
quando alguma coisa demora
ela tem vontade de ficar


Cáh Morandi

23 de setembro de 2010

Entre tanto



o que eu quero
é um caso sério
que beire ou mergulhe
a loucura ou o mistério

o que eu quero
é um caso sério
que baste ou borbulhe
a lisura ou o etéreo

entre o sim e o não
uma possibilidade irrestrita
entre o amor e a solidão
entre a cura e a ferida

entre o fim e o vão
uma polaridade infinita
entre a cor e o borrão
entre a morte e a vida


(Cris de Souza & Cáh Morandi)

16 de setembro de 2010

depois é quase agora


Somos ultrapassados por nossa pressa. Só percebemos o amor a tempo de lembrá-lo, só descobrimos que era a última chance depois de perdê-la, só aprendemos depois que os erros foram cometidos, que as oportunidades passaram, que os anos foram estampando nosso rosto. Beijaríamos mais doce se soubéssemos que aquele seria o último beijo, gravaríamos a expressão do riso, o som do riso, a leveza do riso, o porque do riso. Amaríamos mais quem nos importa do que nosso egoísmo. Amaríamos mais e apenas isto nos salvaria de uma vida comum.


Cáh Morandi

14 de setembro de 2010

sobre encontrar



Vontade de me apaixonar, de ser vencida por um olhar,
de ser roubada por uma mão que me pega na cintura,
de ver alguém me descobrindo com ar de surpresa,
de perder o raciocínio para o pensamento em alguém,
de não enxergar distância entre os dois lados da cidade,
de me arrumar por algum motivo a mais que o trabalho,
de ter disposição para encontrar músicas novas,
de ler uma poesia e saber que seria possível vivê-la,
de encontrar alguma graça em passar pelo domingo,
vontade de ser encontrada em uma multidão de vazios,
vontade de que fosse agora e para sempre.
Preciso te achar desesperadamente
e é tão pouco e quase próximo...
o que nos separa são os encontros.


Cáh Morandi

6 de setembro de 2010


Estou repleta de urgências para o amor,
mas não foi preciso o desespero
você veio sem improviso e por inteiro
numa dessas esquinas, propícias para os encontros.


Se deixar, quero virar uma saudade boa
dormindo no teu olhar mais bonito.
Me deixar à beira de um verso interminável
tatuando o teu meio-sorriso no meu início.


Tanto sonho nesses tantos futuros que enlaçam
a ínfima chance da presença e do cheiro.
Quem diria que seria você acontecendo
na minha frente e para sempre trazendo
um arrepio numa alegria, e qualquer coisa eterna
derrubando um punhado de tempo.



Cáh Morandi e Priscila Rôde


24 de agosto de 2010

...


de repente um riso tímido
presenteia meus lábios
o dia desperta o
mundo que guardo por dentro
uma chance muito pequena
- mas chances não se medem -
de ser feliz para sempre
mais uma vez
.
.
.
Cáh Morandi

23 de agosto de 2010

para eternizar


assim como você
também já tive medo
de um dia desaparecer
e não saber o que seria feito
do meu caminho
e o que ainda iria acontecer
já pensei em como o mundo
se transformaria
se fosse poesia
em vez de solidão
pensei em tudo
que perderia
mas o mais importante
eu já tinha:
teu amor que me levaria
para frente
para um dia
como as mãos
que se dão,
agora éramos as estrelas,
nós iríamos além.
.
.

Cáh Morandi

19 de agosto de 2010


dizer quem eu sou
eu não sei
mas sei quem posso ser
sei o que não quero ser
sei do que você gostaria
que eu fosse
e me permito
e abro os caminhos
esperando que me defina
.
salto desesperadamente
para a esperança
.
.
.


(Cáh Morandi)

16 de agosto de 2010

sempre fica



você continua existindo
em algum lugar em mim
que nem eu mesma sei
aonde ao certo encontar
mas sei que você vive
de uma forma feliz
e audociosa de permanecer
fomos idealistas quando
queríamos ser verdadeiros
mas amor e promessas
exigem coragem
e nós perdemos
.
.
(Cáh Morandi)

21 de julho de 2010


queria que você não parecesse
com tudo aquilo que imagino
de perfeito e de amor

tento pensar em você
sem me apaixonar
chego a jurar que
te escapa algum defeito
erro de fabricação
desvio de trajetória

você tem tudo para ser
alguém que todo mundo quer
e não estou exagerando
nem brincando
eu falo sério

é sério
que eu quero
você
.

.


Cáh Morandi

30 de junho de 2010

sobre descobrimentos


ter alguém aonde possa ir
descansar e esquecer
ter alguém aonde possa chegar
para deitar e adormecer
alguém que é um lugar
que é pedaço de chão
no país dos meus sonhos
quero alguém pra descobrir
colocar minha bandeira
quero alguém para chamar de casa
para chamar de pátria
para chamar de meu
. .
(Cáh Morandi)

26 de junho de 2010

para inspirar

Cheguei no Recife... que delícia, que coisa linda!
Acho que vai inspirar...

Beijos,
Em breve apareço.
Cáh

24 de junho de 2010

ao que importa



Desisti de salvar o mundo
quero salvar somente o dia
salvar a alegria do nosso encontro
então me preocupo em manter
a doçura do rosto
a leveza do traço
o balançar do corpo
meu corpo em teu abraço
então me despreocupo
me ocupo ao teu agrado
é isso que vale
o resto ao acaso
.
.
(Cáh Morandi)

23 de junho de 2010

novidades?

tem aqui:

http://umolharparasentir.blogspot.com

espero vocês,
dois beijos!
Cáh

13 de junho de 2010

sobre destino e futuro



Preocupação é para despreparados
o que sei e me basta
não é o que vem ou o que foi
é isso que é e que a vida me faz
o que acontece entre a possibilidade
de um pensamento e o outro
o que sou não é resultado de um propósito
me tornei espelho das escolhas
não me perdi na direção
quem se perde tem um destino
eu procuro um futuro
.
.

(Cáh Morandi)

Cáh Morandi na Angel

Um dos meus poemas, usado na campanha dos Dias dos Namorados da Marca feminina Angel.
Vamos lá!
confiram: www.angel.com.br

6 de junho de 2010




espero que entenda
não se remenda o coração
com um outro novo amor
a ferida um dia cura
um dia mudamos de cara e de cor
um dia mudamos de rua e de mundo
e para ir no fundo do que há
o coração tem que estar inteiro
verdadeiro e fiel ao que sonhou
espero que entenda
espero que você venha
espero que esteja
pelo caminho que vou

.
.
(Cáh Morandi)

1 de junho de 2010

riso

era como ele me fazia rir
não o riso, mas era como
ele me afundava as mãos
e me torturava de cócegas
nunca foram as gargalhadas
era essa maneira única em
que ele me tirava todo ar
e me matava por um triz
era como me fazia tão feliz
antes e depois de um sorriso.
.
.

(Cáh Morandi)

24 de abril de 2010

twitter

gente, tô lá:
@cahmorandi

esse negócio pode viciar.

23 de abril de 2010



Meu corpo não é o mesmo. Algo dentro e fora de mim tem mudado. Mudado de forma, teor, intensidade e lugar. Algo em mim é transitivo de um futuro que não é o mesmo, de um ficar que não ficou aonde deveria. O amor não é para agora e nem é para ontem. O amor sempre esteve, sempre estará. O meu amor não foi embora junto com um rosto e uma promessa desfeita. Ele permanece e perpetua desde aonde vim e é ele também que me levará. Lavará. A chuva não é a mesma. Não sou a mesma, meu amor. Agora resisto, fortifico e resplandeço. Teu toque não mais me derruba, teu olhar não mais me devasta. Sou minha antes de ser tua.


.

.

Cáh Morandi

25 de março de 2010

nem de ontem, nem de agora


(para M.B)


Meu amor ainda é de ontem
Um velho amor adormecido
Não criou modernidades ou expectativas
Ainda é inocente em face do desconhecido

Meu amor tem uma história
Tem um gesto e uma palavra
Não renasce e se abre de um novo beijo
Ainda é algum encontro no tempo

Meu amor não é de, nem para agora
Vem comigo e espera
Não tem a pressa dos anos ou da paixão
Ainda é jovem mesmo sendo tarde demais

Meu amor virá por todos os poros
Da alma e se sobreporá a tez
Não trará da espera seu sentido de razão
Ainda será livre mesmo na sua entrega
.
.


(Cáh Morandi)

16 de março de 2010

de perto

Meu Deus,
O que Ele deu pra você?
De que forma Ele te fez?
Já que você não é daqui
Você é de qualquer país
Que acontece bem longe

Não sei, acho que você tropeçou
De algum paraíso escondido
Ou nasceu de encontro
Que terminou esquecido

Você é tão diferente de mim
Eu sempre estive na dor
E não é esta a tua história
Tua história é livre e de amor
De sorte em mim encostou
Num erro qualquer de caminho
.
.

(Cáh Morandi)

11 de março de 2010

sobre o amor e o tempo




Se tudo for tudo ao contrário do que se espera
Será que o quê que o amor vai entender
Deixar para acontecer com a pessoa certa?
Será que não vai se confundir, trocar as datas
E deixar fluir na hora errada?
E se o coração for outro,
Alguém não tão disposto
De querer um final feliz?

Então valerá a pena se arriscar no tempo
Não acreditar no erro que o destino é capaz,
Então mergulharemos no fundo, naquele profundo,
Insano e doce, desejo intenso, de um pouco de paz
E se o amor soubesse que o tempo aparece
Na face, no corpo e deixa seus sinais?
E se o amor entendesse que felicidade tem pressa
Que em uma hora dessas
Sinto falta demais?
.
.
Cáh Morandi

2 de março de 2010

quando sorriu de manhã
antes de abrir os olhos
enquanto seus braços me abraçavam
ele me trazia para o seu dia
e me buscava de dentro dos meus sonhos,
me encontrava em mim mesma perdida




Cáh

26 de fevereiro de 2010

coisa boba



Passo o dia inteiro pensando em você
Te imaginando de todas as maneiras, em mil lugares
Em todas as saudades que morro de ter
Te tiro e coloco na minha vida sem pedir licença
Assim como você invade minha cabeça
Faz da minha mente uma presa da tua face
Do teu cheiro e mãos que não tenho,
Mas tenho tanto para dar
Não só o pensamento
Também amor no peito
Acontecendo antes de você chegar






Cáh Morandi

5 de janeiro de 2010

way for us




É muito certo que virá um riso espontâneo
se o pensamento der espaço a memória
ou se o livro abrir na poesia grifada.
Guardamos vestígios para que nunca,
em hipótese alguma, possamos esquecer...
Embora as tentativas sejam inúmeras,
voltamos a tempo de que ela não se apague,
não se perca, não se transfira para o jamais...
Voltar faz o futuro mais seguro.
Não fecho o coração para o passado,
Abro as portas e as janelas:
Eu saberei aonde me encontrar.




Cáh Morandi

Curta