1 de junho de 2009

(...)




tentar chegar ao amor
é como reduzir da terceira para a segunda,
engrenar a marcha ré e pisar fundo,
é desacelerar, é querer voltar,
é desfazer as malas e voltar para casa,
é não perder o cheiro,
é não cobrir o corpo,
é não perder o tato,
é querer ficar,
é não abandonar as memórias...
tentar chegar ao amor:
pensar na primeira coisa
que deveria se esquecer.



(Cáh Morandi)

8 comentários:

Dica disse...

Faz bastante tempo que nõa venho aqui, mas não faz bastante tempo que não te leio.
Meu amorzinho quase todos os dias envia "você" pra minha página de recados do orkut.
É uma delícia!

Estou chegando no amor.. devagarzinho e morrendo de medo.

Beijos!

Paulo Vitor Cruz disse...

"tentar chegar ao amor(...)é desfazer as malas e voltar pra casa (...)"

*agora eu me pergunto aqui: o que é amar senão isso?...voltar pra casa...se encontrar...

belo texto, coleguinha...

abs.

Lucas Lima disse...

muito bonito, mais bonito prq contradiz muitos né, rsrs, e concordo, é a contrário de acelerar, rsrs, é muito mais "permanecer" rs
boa semana.

Ego. disse...

Isso me pareceu saudade...
amor, saudade, amor...

Lindo Cah, muito lindo!

Marcos Satoru Kawanami disse...

engatar a ré, e pisar fundo?

=D
marcos

Borboletas ao sol disse...

"é não abandonar as memórias..."

amar é ser mais.

Gostei, li várias vezes pra amar mais.

Arth Silva disse...

Adorei a frase

"pensar na primeira coisa
que deveria se esquecer"


muito bom mesmo. parabéns!!!

Renata de Aragão Lopes disse...

Ou seja:
em cada mínimo detalhe...

Curta