18 de fevereiro de 2009

para todos


Nem tudo que é vento voa
Nem tudo que é tempo passa
Nem tudo que é medo apavora
Nem tudo que é esperança consola
Nem tudo que é cansaço desanima
Nem tudo que é só isola
Nem todo amigo falha
Nem todo amor fica
Nem todo fogo alastra
Nem toda fome mata
Nem toda hora atrasa
Nem todo corpo casa
Qualquer pouca fé:
Salva.



(Cáh Morandi)

13 comentários:

meus instantes e momentos disse...

achei teu blog e gostei muito daqui.
Vai virar mania voltar.
Maurizio

Cartografia n'alma disse...

Lindo texto! Lindo blog! Linda tarde pra vc! Voltarei sempre! Adorei!!! bjus pra ti!!!

Paulo Vitor Cruz disse...

bacana o poema, coleguinha...

embora eu discorde um pouco de seu ponto de vista, acho que ele ficou interessante, com um ritmo agradavel para a leitura e com um bom vocabulário...

abs.

RICHARD disse...

discordo em parte, mas ficou muito legal!!

voltarei sempre para acompanhar!!

Marcos Satoru Kawanami disse...

A ideia é joia, e a conclusão lembra a passagem do evangelho em que Cristo diz: "Se vós tivesseis uma fé do tamanho de um grão de mostarda, seríeis capazes de mover uma montanha.".
Puela, clave aurea!

pax et bonum
Marcos

Tatiana disse...

Cáh ... Lindo como sempre! e que falta faz poder ter tempo de ler suas palavras
estou um tanto que ausente, mas sempre que posso venho conferir
eu adorei muito ... falar da fé hoje é complicado e foi tao bunito a forma que fez
um grande beijo

Lu Olhosde Mar disse...

uau...dá-lhe garota!

Flor ♥ disse...

Oi, Cáh... estava com saudades de passar por aqui no teu cantinho. Saudades dos teus versos de que gosto tanto! Hoje fartei-me: tinha tanta coisa nova! Beijos!

Sayô disse...

"Qualquer pouca fé:
Salva."


Mas sem sombra de dúvidas!
Um bj

Sayô disse...

"Qualquer pouca fé:
Salva."


Mas sem sombra de dúvidas!
Um bj

Efigênia Coutinho disse...

Cáh Morandi, gostei de sua poesia, leve, solta, viaja por todo o universo, meus cumprimentos para você.
Desejando sempre muito SUCESSO, com admiração.
Não consegui achar o seu perfil?
Efigênia Coutinho
http://efigeniacoutinhopoesias.blogspot.com/

Antonio Carlos Menezes disse...

Olá poeta!!!
Fantástico tudo que escreve!!! Adorei!... Gosto de seu estilo!
Abraços poéticos,
Antonio Carlos

Búh. disse...

concordo! apesar de achar um pouco pobre morfologicamente, é rico semanticamente. Boa mensagem.

Curta