25 de fevereiro de 2009

incógnita






do amor
não dá de saber
do começo
ou do fim
até aonde irá
ou de como seria
se durasse mais um dia




(Cáh Morandi)






Imagem de monettenriquez

15 comentários:

Marcos Satoru Kawanami disse...

Do começo, às vezes, dá para saber.
Agora, se durasse mais um dia, talvez perdurasse por toda a vida.

=D
Marcos

Isis Fantini Carneiro disse...

mágica....

Paulo Vitor Cruz disse...

sim, amar é viajar sem saber pra onde...

o negócio é ir...

abs.

Felinea disse...

que leve.

flutua...

:)

Flor ♥ disse...

Que

o

amor

nos leve

e

nos enleve...

William De Lucca disse...

Oi Cah!
Indiquei seu blog pro 'Olha que Blog Legal!'.
Dá uma olhada lá no meu blog.

Cartografia n'alma disse...

Lindo!!!
Então vamos
viajar
em
amores
e
palavras...
Lindo!!!
bjus

ઇ‍ઉ Pequeno Ser disse...

Oie amiga...
Vou te contar um segredo: te indiquei ao MEME. Vai lá na minha página.

Beijinhos!!!

Rosemildo Sales Furtado disse...

Concordo plenamente. Isso se o AMOR for realmente verdadeiro.

Adentrei ao teu recanto, gostei e me fiz seguidor. Porém, somente até quando permitires.

Abraços,

Furtado.

sayô disse...

Ah! Ainda bem q não sabemos, ne?!
O bom é isso!´
Acho q soubessemos o amor perderia o encanto, a delicia de ser e de existir! Feliz dia da Mulher proce! beijos

fred disse...

Belo poema.
Beijos

Branca disse...

...então, o espaço de tempo que ele durar tem de ser único, inesquecível...


É tudo tão lindo por aqui...adorei!!!

andré pinheiro disse...

bom demais este!
gostei muito.

Vinicius disse...

Muito bom esse seu poetar sobre o amor. Joga uma questão do tamanho do Everest através de poucas palavras, tão pequenas como pedrinhas que atiramos no rio.
Pena que mais um dia não seja nada mais que uma oportunidade para continuar, terminar, talvez recomeçar. Mas nunca que o amor será para sempre.
Parabéns pelos versos. Que bom que recebi o link do blog pelo orkut.

Dilean de Bragança disse...

Pouco e muito. O amor é assim!

Curta