4 de janeiro de 2009

gravidez imaginária


homens não sabem
que não é só de filho
que mulher engravida
fazem a gente sonhar
(re)planejar uma vida
recalcular todos os planos
(não incluir os danos)
dizem que amam
(nem sempre sentem)
dias desses largam
a gente por coisa qualquer
não sabe o homem
que deixou grávida
uma mulher
de fantasia






(Cáh Morandi)

6 comentários:

Laninha disse...

Já engravidei tantas vezes q até perdi a conta...rs... Hoje, mais precavida, uso sempre q posso um método contraceptivo infalível: a razão.

Lindo poema.

Robson Ribeiro disse...

Olá!

Um dos melhores poemas que já li aqui. Caramba!

Vou guardar com carinho. A primeira rosa de 2009.

Beijos e Obrigado.

Felinea disse...

o ganhar e o perder.

bom mesmo é engravidar de vida.

cáh, esse teu poema é a coisa mais linda!

:)

nicinha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
nicinha disse...

CÁH!!!
Sua poesia é simplismente fantástica,novamente toca em mim e me sinto explícita por suas palavras...
Bjo no seu coração e tudo de melhor para você em 2009!
Nice

William De Lucca disse...

Vixe,
eu vivo grávido,
e vivo tendo abortos espontâneos.

Curta