20 de agosto de 2008

Mar Aberto





Um dia nós vamos nos cruzar
de amores novos
e aí não sei no que vai dar
se vamos só passar um pelo outro
ou vamos segurar um pouquinho o olhar
vai ser muita coisa para passar na mente:
muitos filmes, muitos discos,
muitos livros de presente,
muitos planos, muitos domingos,
muitas viagens, muitas sacanagens
e isso vai doer mais do que quando
fomos nos abandonando,
pois a dor é justamente a lembrança:
é a saudade de quando a vida nos
era um mar aberto arrebentando ondas




(Cáh Morandi)

5 comentários:

Johnny na Babilônia disse...

Seu blog é sensacional!
Coloquei nos meus favoritos.
Vou passar por aqui sempre.

Meus parabéns!

beijos,

Rodrigo disse...

Boa noite! Achei suas mensagens sensacionais Cáh... é difícil até escolher qual a minha preferida... também tenho um blog de mensagens e gostaria de saber se eu poderia divulgar seu espaço, assim como suas maravilhosas mensagens no meu blog(http://belasmensagens.zip.net/). Ficaria muito feliz se aceitasse. Parabéns pelo blog!

bjossssssssssss
Rodrigo

Anônimo disse...

e com qts sera a briga para ser o novo amor como diz nesse poema? sempre leio teus poemas e descobri teu orkut e site de fotos: que rariedade e essa? alem de uma beleza incomum e extrema, inteligentissima e um jeito que se mostra tão meiga..... nao tem homem que te conheça que não te deseje na cama e na vida.......


bjos,
Edu

Jéssica V. Amâncio disse...

perfeito, as vezes é melhor as ondas arrebentando do que a calmaria.=)

Augusto Medeiros disse...

Não é a toa que tenho teu blog vinculado no meu.
Sempre venho aqui, como uma obrigação.

Curta