11 de agosto de 2008

Quando vier meu mundo


Logo virá um tempo
Em que eu terei um mundo
feito para mim;
Regarei a minha terra,
Cuidarei de minhas flores,
Alimentarei os meus sonhos;
Hei de olhar dentro dos olhos
Verdes e pequenos do
[ meu mundo ]
E soltar seus cabelos castanhos
Para voarem ao vento;
Hei de pegar as mãos
Pequenas e delicadas do
[ meu mundo ]
E conduzi-lo a um lugar
Onde só haja paz;
Hei de amar por completo
E sem medida o
[ meu mundo ]
E depois dá-lo a um mundo
Que não sei quem é o dono;
Mas ele irá lembrar das
Coisas de meu tempo;
E ele irá se sentir seguro
Quando lembrar do meu
Olhar fixo;
E de minhas mãos
segurando
As suas, firmes!
.
.
(Cáh Morandi)

3 comentários:

Marisa Vieira disse...

Cáh querida!
A sua poesia não é utopia!
Lindo!

beijoPoesia*

Marisa Vieira

Anônimo disse...

Meu Deus
quando vc coloca uma coisa na cabeça é difícil de tirar, heim....

ed

Flor ♥ disse...

Lindooo!!!

Como sempre...


Bjs.

Flor ♥

Curta