14 de agosto de 2008

Casa Abandonada


É que agora – aqui dentro – a casa foi ficando meio empoeirada, como se toda essa mobília sentimental não tivesse sendo mais usada, a janela foi deixada aberta e tanto vento foi passando, levando as cores dos retratos e deixando o pó como ressarcimento.Aqui em casa não tem mais conforto, tudo virou incômodo, e às vezes nem em casa eu me sinto. Não tem mais abraço, não tem mais teto para pintar de sonhos toda a noite, nem tapete colorido para deitar no domingo. Tudo daqui foi sumindo, não tem mais ninguém nessa casa, só um eco se espalha quando eu volto e os passos ficam rangendo o assoalho, e fica uma sensação estranha de ver cinza onde tudo foi festa e euforia. Na porta de entrada eu sempre pedia um beijo, até que um dia o beijo foi de despedida.



(Cáh Morandi)

10 comentários:

Brisa Dalilla disse...

Pronto. Já virei fã...
E olha que nem vi o resto dos arquivos ainda...

:D

Parabéns. Vc arrasa!

.natha disse...

"ainda tem você na sala."

me lembrou essa música. ;)

adorei, Cáh.

beijo grande ;* e parabéns outra vez...
pelo aniversário (que ja passou) e pelo trabalho.
continue alegrando

"... ama a vida, e segue!"

Anônimo disse...

Triste e lindo...
Esse seu jeito simples de dizer coisas tão profundas, encanta.
Beijos e luz sempre, querida.
Marcia

nina disse...

Muito profundo...com certeza já vivenciei essas palavras
Gi

Giovanna disse...

Muito bom o texto... Me sinto assim às vezes, como se estivesse voltando a um lugar que antes era bom, mas que no fim só encontro cinzas e lembranças.

Parabéns pelos textos e pelo blog! ;*

Anônimo disse...

Nossa, que vergonha!
Se eu tivesse rolado a barra um pouquinho mais teria visto que o texto é seu mesmo...rs
Pergunto, pq fico meio assim com essas coisas de internet... principalmente o Pensador, eu sempre procuro confirmar... mas esse seu texto é simplesmente magnífico!
Posso publicá-lo em meu blog com seus créditos?
bjos

Fallence disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fallence disse...

oi moça ^^

sou seu novo fã e pode ir se acostumando com a minha presença aki comentando e te enchendo ok xD

esse texto, eh, como posso dizer, foi...

foi tipo orgasmo, a gente sente indo, mais só nota que foi quando terminou e a gente olha atordoado... e da aquele friosinho na barriga, e ai a gente sorri, e le denovo, e vem a mesma sensação... ai a gente vai pro proximo por obrigação, mais a vontade era de viver naquelas palavras... porque poema bom é assim... aquele que foi sabe ^^

bju

A Beleza de ser um eterno Aprendiz disse...

Muito lindo esse poema, amei!!!!!!!!!!

Yaro Gabriel disse...

www1013


stussy
canada goose outlet
canada goose outlet
hugo boss
coach outlet
north face
christian louboutin outlet
pandora charms
supreme clothing
christian louboutin outlet



Curta