5 de julho de 2008

Ver no olhar




Eu gosto de ver a vida. Gosto de vê-la acordar e perto de adormecer. Gosto de vê-la desvendar e esconder, mas principalmente gosto de vê-la nos olhos de outro alguém. Vejo ternura nos olhos de minha mãe. Vejo paciência nos olhos do meu pai. Vejo esperança nos olhos de meus irmãos. Vejo doação nos olhos de meus amigos. Nos olhos do meu amor eu vejo a parte de mim que não conheço, vejo o lado amável, afável e amoroso que ao largo do caminho fui deixando, e é ele e esses olhos recheados de todas as estrelas do céu e do mar, que me devolvem a doçura, a candura e a delicadeza que andavam adormecidas.



(Cáh Morandi)

3 comentários:

..não crio juízo porque não sei o q ele come... disse...

Que delícia de música..de quem é?
E qual o nome?
Linda mesmo...muito agradável aqui...estarei semrpe por aqui...
bom domingo...
Bjinhu!

Ana Flávia disse...

lindaaa.. como Cáh..
adoro seus poemas..]
obrigada por me fazer sentir tao bem qdo os leio..
acalma.. enobrece..
bjoo

@vida@ disse...

Eu encontrei uma poesia sua por acaso quando procurava algo para traduzir no meu blog italiano e por acaso como um caso me perco em tuas palavras e me deixo voar...palavras que ecoam, que soam como musica que te da novamente a vida...Obrigado.

Vou estar sempre aqui a ler teu livro...Bjuuuuuuu

Curta