10 de julho de 2008

Sorriso Intacto




Passam das três da madrugada
Me afundo, são sete, oito oceanos
Nenhum humano resistiria
Eu tento um passo mais largo
Um suspiro mais profundo
O mundo gira, eu solto o ar
No tempo nada se modifica
O retrato ao lado, intacto,
E o mesmo sorriso frio
O desenhado rosto magro
Um gole de café amargo
Os olhos cheios de solidão



(Cáh Morandi)

3 comentários:

menina disse...

A boca cheia de solidão. :~

menina disse...

Obrigada a você, pelo oxigênio que me passa com as suas palavras...

Abraços grátis, Cáh.

Elias Júnior disse...

Solidão e saudade...

Curta