24 de julho de 2008


arrumando as malas
para ir embora

a casa perdendo
o cheiro da tua roupa

e um riso forçado
no canto dos lábios
em sinal de:
“- tudo bem, pode ir...”

e a felicidade não passará
de um descolorido retrato
guardado no fundo do armário
com todos os sonhos cometidos



(Cáh Morandi)

4 comentários:

.natha disse...

Fico feliz por teres gostado dos meus escritos! :)
Volte sempre, Sinta-se em casa. ^^
-

O meu blog tem esse nome por três coisas:
1. Por causa da música abaçaiado d'O Teatro Mágico, que diz: "Das lembranças que eu trago, meu perdão e o meu rancor."
2. Por causa dessa música: "Das lembranças que eu trago na vida, você é a saudade que eu gosto de ter... só assim sinto você mais perto de mim.... outra vez!"
3. Por conta que eu escrevo sobre o que já passei, sobre o que lembro, no real ou no sonho. :)

.natha disse...

Ah, e afinal... Esse post me lembrou: Vambora - Adriana Calcanhotto! :)

Adorei! :)

Cáh Morandi disse...

Entre por essa porta agora
E diga que me adora
Você tem meia hora
Prá mudar a minha vida
Vem, vambora
Que o que você demora
É o que o tempo leva...

Ainda tem o seu perfume
Pela casa
Ainda tem você na sala
Porque meu coração dispara?
Quando tem o seu cheiro
Dentro de um livro
Dentro da noite veloz...

Ainda tem o seu perfume
Pela casa
Ainda tem você na sala
Porque meu coração dispara?
Quando tem o seu cheiro
Dentro de um livro
Na cinza das horas...

Elias Júnior disse...

"...e a felicidade não passará
de um descolorido retrato
guardado no fundo do armário
com todos os sonhos cometidos"

Parabéns Carine... lindo texto... Fui tocado.
Tudo a ver com meu momento... vivendo e aprendendo, duramente aprendendo.

Beijo grande

Curta