28 de julho de 2008


Já não tenho previsão para os dias
Já não tenho mais nada do que queria
Mas se por ventura, anos depois,
Quando vier aquela menina, pequena,
Refletindo meus olhos de felicidade
Vou passar horas atrás de vestigios...
Como não poder imaginar, procurar,
Como não pensar que ela terá
O teu mesmo sorriso ao acordar?



(Cáh Morandi)

Nenhum comentário:

Curta