22 de abril de 2008

Temporais de tempo




se toma um susto
quando a gente
se nota depois
de tantos anos;
tudo mudado
ao se ver no espelho;

e ao se olhar por dentro
lá estava no tempo
o coração aberto
a mercê dos temporais


(Cáh Morandi)

Um comentário:

Ni ... disse...

Gosto muito do seu mundo de poesia rosada... rs

Ficou delicado e romantico...

Beijo Poetisa linda...

Curta