21 de abril de 2008

Faz-me tua



Faz-me tua de algum jeito
Me rega e germina
Me vela e nega
Me beija e alucina
Se esfrega,
Me faz feminina
Faz-me tua de algum jeito
Me acorda fera
Me dorme bailarina
Me enfeita de menina
Se entrega,
Me roda à dançarina
Mas faz-me tua de algum jeito



(Cáh Morandi)

Um comentário:

Fabi ... disse...

Sabe, menina, ando precisada de que um certo alguém me faça sentir dele... muito gostoso o seu cantinho, daqueles aconchegos onde a gente chega e não quer ir embora... me espere sempre aqui, porque eu volto (rs) Beijo!

Curta