7 de abril de 2008

Faces de mim





Já tive a sensação de ante-mão
De não me ver no futuro
Já tive a sensação de solidão
De me sentir no escuro


Já aprendi a lidar com os fantasmas
Pasma, brincando com o medo
Já aprendi a chorar com as fadas
Ínfima, revelando segredos

Parte de mim foi madrugada
Outra parte fui toda sol
Parte de mim foi alvorada
Outra parte fui pérola de atol

Fui de mim muitas faces
Fui só uma no amor
Flui de mim muitas fases
Flui só uma no frescor


~Cris Poesia e Cáh Morandi ~

Curta