5 de março de 2008

Ultimato


Preciso me deparar contigo
Dia desses, sem compromisso,
De surpresa, com beleza,
Com calma e espanto

Preciso da cor do teu riso
Liras dessas, sem frescura,
De alento, de cândura
Com pressa e remanso

Vai lá, deixar nosso tempo
ser a dose pura e sem medida
de tudo em que és encantamento,
doçura, leveza e serena vida

Vai lá, brilhar nosso momento
Ser o olhar de brisa e vertigem
De canto em que és alumbramento
Ole que flui, vigor que me brinda !

[ Cáh Morandi e Cris Poesia ]

Um comentário:

Henrique Moreira disse...

... e que ele responda sem demora.

P.S. melhorou da gripe?

Curta