17 de março de 2008

Palavra feia



No fundo nem sei se sou fruto, se sou pecado, se sou santa do mal encapuzado. Não tenho gosto de maracujá, mas tenho cheiro no corpo todo, nos cabelos, no andar. Sou açaí, sou pitanga amarga, sou manga doce, sou tudo "como se fosse" e no fundo nem o que ousas imaginar... Sou mais do sentir, sou mais do tocar... Sou como a palavra dificil e feia, mas que tem um significado bonito e que só o nome é esquisito de se falar. Não sei do que me visto para ti, se de verso ou se de rima, se de fruta ou fantasia; mas no fundo ser o que sou (e desconheço) me fascina, porque posso provar o gosto selvagem da vida em sua seiva que em mim germina.



(Cáh Morandi)

3 comentários:

Anônimo disse...

Belíssimo!
Ser mulher integralmente é isso aí.
Beijos
Marcia

Ni ... disse...

Ah minha poetisa...
como você consegue sintetizar tudo em palavras poéticas...

Amei a música... linda!!

Webcam disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Webcam, I hope you enjoy. The address is http://webcam-brasil.blogspot.com. A hug.

Curta