11 de fevereiro de 2008

O ar demais




quando eu te ver de novo
vou te abraçar
da mesma forma que faço
quando brinco com o ar:
o sugo para mim
e seguro-o ao máximo;
até não poder mais (...)

(...) até precisar respirar de novo...



(até o ar de mais
nos deixa sem fôlego)





- Cáh Morandi -

2 comentários:

Cris(precisotantoaproveitarvoce.zip.net) disse...

E respirar o amor até o último instante... e, que o fôlego nos falte sempre... Grande Beijo Menina! Tudo cada dia mais lindo por aqui!

Henrique Moreira disse...

Este é um daqueles que "nos" fazem perguntar: porque não eu?

Curta