25 de fevereiro de 2008

Mundo de nada

há em mim muito mundo
um pouco de tudo
acumulo absurdo
de um nada profundo


[ Cáh Morandi ]

Um comentário:

Anônimo disse...

Simples, belo e profundo.
Marcia

Curta