28 de janeiro de 2008

Um corpo só



No frio durmo abraçada
as tuas lembranças

camisola saudosa
colorida do teu cheiro

lençóis úmidos
dos teus beijos

cobrindo-me
das palavras
que ficaram no tempo
onde estivemos

fico mergulhada na cama
de estrelas cadentes pratas
onde por falha do amor
um corpo sonha só.




[ Cáh Morandi ]


Nenhum comentário:

Curta