7 de janeiro de 2008

Sentimento de amizade



Eu nunca soube falar muito bem de amizade, eu penso que ainda não aprendi muito a fundo o valor que tem dentro dessa palavra. Alguns especialistas dizem que ele é fundamental na vida das pessoas, tanto que até os melhores familiares são aqueles que dizemos que além de tudo são nossos amigos. Vinicius de Moraes disse que poderia perder muitos amores, mas perder um amigo isso é muito mais difícil de suportar. Eu tenho uma conhecida, Lica, que me disse algo que conseguiu me parar para pensar sobre esse dom de se ser um amigo: “ Só a amizade vence o tempo...”. E é verdade querida, somente ela é capaz de fazer parar o tempo dentro de um sentimento que se chama cumplicidade. Que pode também nos transportar a um momento em que sempre estaremos juntos. Para os amigos não há hora, não há dia, não há situação... e por isso que amizade se torna mais importante que o amor. Porque com o namorado, marido, companheiro a gente marca hora, marca dia... Mas um amigo a gente recebe sem previsão alguma, encontra numa esquina da rua e isso não há nada que compre, que substitua...

Com o passar dos anos, os amigos serão os únicos que nos lembrarão bem e serão capazes de nos a dar algum vestígio de quem um dia fomos e quem estamos nos tornando. Amigos sabem mais dos nossos segredos do que nossos amores. Amigos não se importam se dormimos com camisolas engraçadas ou se nossos cabelos acordam alvoroçados de manhã. Amigo só quer nos ver de um jeito e estejamos bem.

Essa “coisa” de amizade é algo que está no coração, mas não nesse coração aqui, do lado esquerdo do peito do corpo da gente. Amizade fica no meio do coração da nossa alma.


[ Cáh Morandi ]

Nenhum comentário:

Curta