23 de dezembro de 2007

Um segredo



Vez em quando recebo elogios, cantadas. Tentativas poéticas ou na maioria vagas palavras. Escrevo muito de amor, mas não sou fácil para ele... Para me conquistar tem que ser doce e sensível, atravessar o continente e ainda se mostrar contente depois da viagem; um sorriso é o melhor presente, só não fique ausente porque isso me desmorona. Vou contar o segredo para aqueles que ainda persistem:

um homem para tocar meu corpo, primeiro deve revelar minha alma.


[ Càh Morandi ]

2 comentários:

... disse...

Feliz Natal Cáh...

Te adicionamos no Projeto Reticere, entrei aqui pra ver seus escritos... que doce.

Virei sempre.
Beijão.

ass. gleuber militani

Goretti Bussolo disse...

Maravilhosa vc <3 e tua poesia...

Curta