27 de dezembro de 2007

A Lua é como eu?



Qual será o segredo da Lua
Que desaparece entre as nuvens
Do céu gelado de New York?
Em que fase ela se sente nua?
Será que a Lua é mulher como eu?
Antes de chegar a noite
Quanto tempo ela se olha
Se arrumando por inteiro
Na frente do cruel espelho?
Será que a Lua tem aqueles
Sete dias de dores incessantes?
Porque ela é tão gigante
E tem duas cores,
Branca e amarela,
Se visto de um ângulo
Diferente para o céu?
Se ele é redonda,
Será que já fez regime?
E se fica nova,
Que cinta poderosa a comprime?
Todas aquelas estrelas
São amigas verdadeiras
Ou vizinhas fofoqueiras
Da vida dela?
E quando ela não vê a Terra,
Como será ficar sozinha
No escuro do infinito?
Será que é a mesma coisa
Quando tento dormir
De luz apagada sem o meu amor?


Eu penso, Lua,
Que cruz a sua!
Será que você
É tão sozinha como eu?


[ Cáh Morandi]

Curta