17 de dezembro de 2007

Esse tal amor



É estranho... amar...
Porque, de repente,
Tudo que sempre sonhamos
Está ali, com as mãos no bolso,
Com o sol batendo na face
E o mundo pode acabar nessa hora,
Que tudo vai estar em paz...
Que tudo vai estar bem...
Pelo único motivo de que temos
Esse certo alguém...
É... nada mais estranho e bonito
Do que amar... esse tal amor...


[ Cáh Morandi ]

Curta