6 de novembro de 2007

Presente de mãe


Sem volta
(para minha filha Cáh Morandi)


Vem Cáh...
Com tua luz de todas manhãs
Com tua doce meninice hortelã
Com teu cheiro de lírio branco
Com teus versos que é puro encanto
Vem Cáh...
Com teus olhinhos que brilham cor
Com tua face roseada de flor
Com tuas palavras que tocam a alma
Menina-mulher que poesia exala
Vem Cáh...
Estrela que em meu destino surgiu
Com o vento do amor que nos uniu
Com teu fascinante sorriso
Pois dizer-te é preciso:
Eu te amo!

~Cris Poesia~

Nenhum comentário:

Curta