19 de novembro de 2007

Mãos dadas




Meu amor, une meu coração ao teu
Quando chegar a próxima madrugada,
Mas de manhã não os separe
Deixe-os assim, perto um do outro,
Para que quando sairmos pelas ruas
Não sejam somente nossas mãos entrelaçadas,
Serão nossos corpos, nossas almas,
Selando o destino no áspero das nossas palmas.



[ Cáh Morandi ]

Um comentário:

SpanishMalagueta disse...

Nossa, Cáh, leia o último que postei no meu blog, parece-me que as "mãos" foram a nossa fonte.
Bjao!!!

Curta