26 de novembro de 2007

Encontrar-(se)



Os homens... sempre variáveis
Aos sentidos do seu coração.
Um copo meio vazio, meio cheio,
É o bastante onde se afogar.
Casos sempre mal resolvidos,
Sonhos eternamente esquecidos.
O homem só se pode dizer homem
Por completo e por inteiro
Quando de verdade ele se encontra...
E a resposta que provém dessa certeza
É quando por fim ele encontra
Um amor que consegue mudá-lo,
E pelo qual ele se sente capaz
De matar ou morrer...
Esse único amor
Também que é capaz de o salvar.


[ Cáh Morandi ]

Nenhum comentário:

Curta