6 de novembro de 2007

Em tempo do amor


Que o amor tenha pressa
E não perca tempo entre
As tantas curvas do caminho;
Que ele tenha passos largos
Vontade de chegar em casa
Antes do sol se pôr;
Que o amor não me entristeça
Nem tão pouco desapareça
Sem bater na minha porta;
Que ele seja puro, sagrado,
Molhado dos grandes desejos
Do teu corpo quente, suado.


- Cáh Morandi -

Curta