17 de outubro de 2007

Mentiras



Quando você abre o seu sorriso
Eu já nem me importo
Com aquelas mentiras que não me atingem
Porque eu penso
E te olho com verdade
Com a mesma sinceridade
Que falamos de nós...
Prefiro te ver ainda como um menino,
Apesar desses teus trinta e poucos
E dessas suas manias febris.
Quando amo teu corpo
Assim, cheio de imperfeições
E de perdições divinas,
Reconheço que é melhor
Não controlar a vida,
Nem tuas palavras...
Porque você é uma farsa
Por trás de uma máscara
Mas eu te busco,
Cada vez que você se perde
Nestes tantos mundos,
Que você criou.

- Cáh Morandi -

Nenhum comentário:

Curta