31 de outubro de 2007

Das razões do amor



A vida é para as pessoas de coragem, e coragem em todo sentido que ela possa abranger. Você pode ter um bom trabalho, uma boa casa, um carro zero na garagem, muito dinheiro no bolso, mas se você não tem quem te ama e principalmente alguém que você quase sofre por tanto amar, daí de nada vale essas outras pequenas coisas.

Se a gente tiver medo do amor e não enfrentá-lo é como passar a vida sem ter feito ou sido nada. Amor é um ato de coragem, ou melhor, o maior ato de coragem que possa existir. Porque amor exige passar por muitas barreiras (principalmente nós mesmos), amor é se expor diante das dificuldades, é não ver idade, nem classe, nem cor. É considerar o trabalho menos importante, aprender a ser tolerante mesmo nas crises semanais. É aprender a ser perseverante e conquistar alguém totalmente diferente de você. Amor é um ato de fé, de entrega, de paciência e aprendizado.

Amor é para gente valente, gente de garra, gente persistente, gente sem vergonha alguma. Medo, recusas e desistências são palavras que não existem para quem entra nessa batalha.

Ele vai doer um pouquinho, vai te fazer chorar algumas tardes de domingo, vai tocar teu celular de madrugada... Porque o amor é esse perigo constante, é entender que a vida passa a não ser mais só sua, mas sua e de mais alguém, até se unir de tal forma que ambas se tornem uma.

Amor é essa fusão, essa entrega, esse querer sempre mais, essa luta diária... É o único caminho capaz de nos conduzir a real sensação de estarmos vivendo, de que há um paraíso e de que podemos estar dentro dele.

[ Cáh Morandi]

2 comentários:

Lorraine disse...

Como sempre seus textos são perfeitos... consigo me ver neles... Continue nos brindando com estas delícias Poetisa... Obrigada por me linkar tb... rs beijoooo

Cris... disse...

Oi lindinha! Claro que pode botar meu link aqui, coloquei o teu no meu tb. tá? E, quando for lá, comenta que eu vou ficar super feliz! Esse teu texto, o que falar? Vc. disse tudo... Perfeito! Ah, o amor, às vezes a gente se arrebenta por causa dele, mas ele que faz valer cada segundo da nossa existência... Um beijo Cáh!

Curta