21 de setembro de 2007

You it is an ocean (Para Andrew)


(Uma poesia secreta)

Minha casa é uma torre construída
Numa ilha em meio ao oceano esquecido
Há um segredo de eu estar aqui
São altas horas e tantas vidas depois de mim
È madrugada onde me escondo
Abro a janela
E por um momento
Sugo o ar com da mesma forma
Que eu tomaria sua respiração
Quando não houvesse distancia de nossos corpos


Minha casa é dentro de você
Redemoinho e tempestades
Doces tardes de sol a pino
Faço uma estação nova onde eu possa ficar mais
perto de teu coração
E no leve palpitar de teus lábios
Ficarei ansiosa pelas palavras
Que jamais você dirá...
Mas eu as sinto mais do que a mim
Eu sinto tuas palavras mudas
Eu danço a música que cantas tão longe...
Magias e sentimentos
Eu sou o vento... eu sou o vento
E assim eu te toco suave
(como seu eu pudesse)


Sim, é tarde na ilha onde moro
E você irá partir amanhã
E em qualquer lugar do mundo
Não haverá solidão maior do que aqui
Não sentirei teu cheiro de maresia
Ainda não dividirei contigo um banho no mar...
Teus olhos são como o oceano
Às vezes verdes, tão azuis
E sempre sempre sempre profundos
(posso mergulhar neles?)
Me abraça uma poesia vaga
Porque não te conheço
E me fazes falta...

- Cáh Morandi -

Nenhum comentário:

Curta