17 de setembro de 2007

Não há adeus


Para o amor
Não existe adeus


Então não se despeça
Porque de nada vale

Lembro que partiste
E em breve retornarás

E estarei te esperando
... como sempre estive
... como sempre estarei

Com o teu amor guardado,
Selado, tatuado, enraizado
(e sempre, sempre mais)
Unido ao meu coração.

- Cáh Morandi -

Nenhum comentário:

Curta