10 de setembro de 2007

Ao melhor medo



Estou com medo de estar te amando...
Tanto, tanto, tanto medo...
Tanto, tanto, tanto amor...
Teu olhar esta noite é tão mudo
Penso que dirias ser um absurdo
Alguém com medo do amor...
Por isso me uno mais aos teus lábios
Me prendo mais entre tuas pernas
[Fiquei tantas vidas a tua espera!]
Será que essa noite pode ser eterna?
Ouço teu coração batendo em harmonia
E era a voz da tua alma me chamando...

- Cáh Morandi -

2 comentários:

A. C. O'Rahilly disse...

Você é uma poeta muito "sexy".

A. C. O'Rahilly disse...

Você está vivendo para fora vida em vez da escrita sobre ela?

Curta